Páginas

quarta-feira, 2 de junho de 2010

DESILUSÃO






 DESILUSÃO




A dor adorna e adormece o desejo

O corpo cala e se espreguiça

O afeto foge

O coração passeia na noite

Reinstala a memória

De afagos sedutores

O estridente som da cuíca anuncia:

Não se deve caçar homens na primavera

O sexo explode insaciável e fecundo

Amores devassos não tecem laços




.

Um comentário:

  1. Quando se entrega ao instinto, o preço é o vazio do afeto.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir