Páginas

sábado, 27 de março de 2010

Te visito sim, apenas você não pode me ver.





 
Te visito sim, apenas você não pode me ver.

Visitei o teu leito em noites enluaradas;

Visitei o teu leito em noites escuras;

Sinto o teu respirar suave do sono

tranquilo e sereno após um outro

amor sarciar a sede do teu corpo;

Vejo a beleza deslumbrante do teu

corpo nu sobre a cama despertando-me

um louco e ardente desejo de toca-lo, sentir

tua pele delicada, teus pelos macios e volumosos

em minhas mãos trêmulas, mas não posso dispertar-te

é apenas um sonho, você não pode me ver.



JB

*

8 comentários:

  1. Olá boa noite Lila;
    parabens pelo Blog, super bacana como são todas as suas criações na net. Quanto ao poema é muito bom; grande momento de inspiração do autor. Beijos Lila.

    ResponderExcluir
  2. Ok...Sr.Anônimo...o próprio autor me visitando !!! Grata JB por tanto carinho!!! Mil beijos !!!!

    ResponderExcluir
  3. nusssaaaa, dps tenho q te falar algo baseado neste textooo....to impressionada, caçambaaaa 0.o
    um bj grandeee e feliz aniversário lindona ^^

    ResponderExcluir
  4. Diva...Uma taça de amor pra nós .
    Que este ano brindemos e sorvamos todos os nectares dessa vida que se inicia 30/31,rs. ...
    Linda Poesia de JB...Adorei.
    bjus amiga

    ResponderExcluir
  5. Lindo!!!!!!!!!!!
    beautifull!!!!!!!!!!!!
    bjus

    ResponderExcluir
  6. Lindo, lindo!
    Parabéns para o autor e para você, pela escolha.

    Um grande abraço, amiga Lila.

    ResponderExcluir
  7. Uma visita dessas, mesmo que o outro não possa ver, com certeza, sentir ele irá sentir...
    como telepatia! E então, a paixão se consumará no prazer supremo! Para os dois.

    ResponderExcluir